segunda-feira, 28 de maio de 2012

Movimento rápido ou devagar no Pilates?




































Ola pessoas!
  
Vamos continuar a falar sobre o Pilates ok?!

O porque dos exercícios terem que ser executados de maneira lenta, e não de forma rápida, como fazemos em uma academia, por exemplo:

Simples! Pois aumentam o controle e a harmonia do exercício, que são estabelecidos pela ativação de mais unidades motoras e fibras musculares, ocorrendo também o aumento do tempo de fixação das pontes cruzadas entre a actina e a miosina (ciclagem). Este fenômeno gera uma maior proteção ao redor da articulação, estabilizando o movimento. O estimulo neural é mais direcionado respeitando o tempo para um novo disparo, evitando a tetania (acúmulo de estímulos neurais nos receptores musculares) e conseqüentemente a fadiga muscular.

A velocidade de contração é inversamente proporcional a força, o aumento de uma, leva a diminuição da outra. Associando todas essas explicações ao fato do método Pilates ser caracterizado como um exercício global (utilização de mais de um grupamento e de mais de uma articulação, durante os exercícios) realizar os exercícios dessa forma trás maiores benefícios para músculos e articulações, dificultando o aparecimento de lesões.(http://dicasdametacorpus.wordpress.com/

 Relembrando: 

Um exercício bem feito precisa:

Concentração;
Movimentos controlados e lentos;
Contração do Power House;
Crescimento Axial (Não deixar a postura "afrouxar").



Certo?!


Links que vocês também podem visitar:

Pilates emagrece?

Pilates...Joseph Pilates...

"no pain no gain"??? Haaa! Até parece!!
Enviar para o Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui suas ideias, sugestões e/ou dúvidas.