quarta-feira, 27 de novembro de 2013

PRE-PARA!


PRE- PARA
Que agora é hora
Da Aula de Pilates
INSPIRA, EXPIRA
Alonga no REFORMER...


“Não interessa o que você faz e, sim, como você faz” (Joseph P.) 

Observe sempre sua postura, dos dedos dos pés à cabeça e cuidado para não tencionar a mandíbula, o pescoço nem os ombros. ;)




Boas Festas para todos!!!
E que venha 2014!



Enviar para o Twitter

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Força no Power!


E ae pessoas?! Tudo certo?!

Estamos em comemoração com a clinica PGFysio....Porque fazemos 1 ano!!!! Eeeehhh.... Quero agradecer a todos pelo apoio, por compartilhar os nossos posts...! Muito obrigada!

Bom...Vamos falar um pouco do power!

Durante uma aula de Pilates, o instrutor sempre pede para contrair uma região denominada centro de força ou power house, esse centro é composto pelo conjunto de músculos abdominais, pélvicos e lombares.

Em estudos recentes, sabe-se que qualquer movimento corporal repercute na região sacro pélvica. Por esse motivo, temos a tendência de sobrecarregá-la, forçando em excesso a região lombar, além de adotar más posturas que aumentam a probabilidade de aparecer alguma lesão. A sua debilidade ou sobrecarga pode desencadear transtornos e dores na musculatura, nas articulações e nervos, como lombalgias, hérnias de disco, dores ciáticas etc.

Portanto, é importante termos em mente que se procurarmos manter esse centro físico bem protegido, tonificando-o e adquirindo uma postura melhor, ganhamos mais qualidade de movimento, diminuiremos o risco de termos futuras patologias, conseguimos um aspecto físico mais harmonioso e elegante.



 É cada vez mais comum médicos, fisioterapeutas e treinadores esportivos recomendarem que se fortaleça essa região.Os exercícios do método Pilates começam sempre desse centro de força.

Para desenvolver todos esses músculos de modo equilibrado, é necessário um trabalho de muita precisão. Os músculos mais profundos e, por isso, mais difíceis  exigem mais concentração na hora de se executar os exercícios. Conceitos como o de empurrar o umbigo na direção da coluna são de vital importância na hora de realizar os exercícios com precisão, para se obter um bom resultado.

Depois de algum tempo praticando Pilates, começamos a mudar a forma de sentir cada ato realizado e tomamos consciência de como se movimentar e se posicionar, o que irá repercutir na autocorreção da postura, evitando problemas nas costas, e irá nos dar mais condicionamento físico, tanto para aumentar o rendimento esportivo como para a vida em geral.

O papel que esse método desempenha é uma ferramenta imprescindível, que devemos levar sempre conosco, para assim obter uma melhor qualidade de vida física e mental.


Enviar para o Twitter

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Pilates: para melhorar corpo e saúde - Relato de uma aluna.


Ola pessoas!

No post de hoje, não escreverei nada.... Irei compartilhar o post de uma amiga/irmã/paciente/aluna/jornalista. Ufaaa! :)

Para vocês entenderem melhor, a Ana Gissoni, junto com outras amigas, possuem um Blog "Chá das Nove", e nele, ela escreveu um post sobre a visão dela, em relação aos benefícios que o Pilates tem proporcionado.

Muito legal! Afinal, é uma pessoa comum (isto é, não é da área da saúde), que esta passando suas conclusões que aprendeu em 1 ano de Pilates. Vale a pena conferir, é só clicar na figura abaixo! Enjoy it!





Enviar para o Twitter

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Pilates para gordinhos??? Sim!!!!


Ola pessoas!

No tópico de hoje, vamos abordar um pouco um assunto sobre: pessoas que estão acima do peso, podem praticar o Pilates?

É cada vez mais comum, em Studios de Pilates, encontrarmos pessoas que estão acima do peso, fazendo parte da aula, pelo simples motivo, de só ter 3 alunos por hora, ter diversidade de aparelhos e acessórios, e um fisioterapeuta, com avaliação em mãos, proporcionando uma aula individualizada para cada um. 

É importante você profissional entender, que existe dois tipos de depósitos de gorduras:
subcutânea abdominal e tecido adiposo visceral. O primeiro diz respeito às pessoas que tem a gordura acumulada na pele, formando aquelas dobras grossas e o segundo são aquelas pessoas com o abdome inflado por dentro, a pele e musculatura abdominal tracionadas pelos órgão internos gordos, semelhante ao biotipo que apresenta a mulher que está gestando.

Vamos entender o seguinte, em ambos os casos, estamos fazendo referencia ao tecido adiposo, isto é, estudos recentes, nos mostram que se trata de um complexo reservatório energético regulado por nervos, hormônios, nutrientes,  e mecanismos autócrinos e parácrinos. Além disso, sabe-se que o tecido adiposo é considerado um importante órgão endócrino com funções reguladoras no balanço energético e outras funções neuroendócrinas, incluindo produção e secreção de muitos peptídeos e proteínas bio ativas.
Cada adipócito produz uma pequena quantidade dessas substâncias, porém, como o tecido adiposo é o maior órgão do corpo, o total produzido acaba tendo grande repercussão nas funções corporais. (PRADO et al, 2009)
As principais substâncias originadas dessas células são os já conhecidos ácidos graxos, o colesterol, retinol, hormônios estereoidais, e alguns mediadores químicos envolvidos em processos inflamatórios.
Adipocina é a proteína secretada pelo Tecido Adiposo Branco (TAB) e outros tecidos, podendo ser ou não uma citocina (proteína de baixo peso molecular com diversas funções metabólicas e endócrinas que participam da inflamação e resposta do sistema imune, além de serem sensores do balanço energético) que influencia não só a função adipocitária, mas, como é liberada em níveis séricos, afeta muitas vias metabólicas. Sendo assim, eles estão relacionados, direta ou indiretamente, em processos que contribuem na aterosclerose, hipertensão arterial, resistência insulínica e diabetes tipo 2, dislipidemias, ou seja, representam o elo entre adiposidade, síndrome metabólica e doenças cardiovasculares. Na obesidade, os depósitos de gordura corporal estão aumentados, apresentando conseqüente elevação na expressão e secreção das adipocinas, proporcionalmente ao maior volume das células adiposas.
Entendido sobre esses dois tipos de depósitos de gorduras, vamos entender em relação às aulas de Pilates, quais modificações importantes ocorrerão envolvendo esse assunto:
No aluno com gordura subcutânea, sua sensação de movimento fica modificada em relação à propriocepção articular, que se depara com uma limitação de ADM (amplitude de movimento) imposta pela própria gordura (é uma sensação semelhante como a quando estamos cobertos de grossos casacos que nos impedem de dobrar como poderíamos sem esse entrave). A  sensação aferante dada através das descargas de peso, no sacro, trocânter, escápulas e ísquios, também fica alterada, devido ao fato dos seus pontos de apoio se encontrarem "acolchoados", retirando assim, a nitidez destas sensações, o que dificulta a importante clareza da posição inicial.
Temos assim, como fisioterapeutas, que aguçar nosso olhar e estimular no aluno a busca de suas sensações diante de seu corpo como está. E não desistir de torna-lo aluno da sua aula de Pilates. As dificuldades existem, porem, com a dedicação do aluno, e o empenho do Fisioterapeuta, o resultado vai existir, mesmo que seja a médio-longo prazo.
Vale encontrar sempre posições confortáveis e, na medida do possível, propor aulas dinâmicas e fluidas que contribuam para a conscientização corporal e organização intrínsecas no método, com o aumento do gasto calórico.

Em relação ao aluno com sobrepeso relacionado a gordura visceral, além do que  foi citado, é importante lembrar que sua musculatura abdominal está tracionada. Oblíquos e transverso tracionam suas aponeuroses que se encontram na linha alba, estimulando a diástase e, conseqüentemente, possíveis hérnias na linha média do abdome.
Estas hérnias se formam quando há saída de tecido
adiposo, ou de parte do peritôneo, através de um orifício enfraquecido na zona do tecido

conjuntivo, que se estende desde o tórax até à púbis e aonde se inserem os músculos retos do abdômen, a denominada linha alba.

Desta forma quando vamos lidar com esse tipo de aluno os cuidados devem ser maiores. Nesse caso a limitação de movimento diz mais respeito à mobilidade do tronco (coluna, caixa torácica) que se encontra sobre grande pressão interna. É importante sempre colocar o aluno em posições confortáveis (pode ser incômodo deitar em decúbito ventral por exemplo para extensões) e evitar trabalho abdominal intenso.


Minha sugestão é que a musculatura abdominal deve atuar, basicamente, em sua função estabilizadora e de conexão. A aposta maior deve ser no reto abdominal (que tem sua colocação vertical e não traciona fáscias) garantindo a relação eficiente entre costelas e bacia, evitando a anteversão da pelve.

O trabalho de mobilidade da coluna deve ser suave, com foco na musculatura profunda (por exemplo rotadores da coluna profundos e não rotadores do tronco – oblíquos). Cada vez que for realizado um movimento grande de rotação ou flexão estará havendo um grande tracionamento das fáscias e, consequentemente, da linha

alba.

De maneira geral vale mais apenas apostar nos exercícios de dissociação de MMII e MMSS com estabilização da coluna para, mais uma vez, estimular, além da organização, algum gasto calórico. Costumo dizer que o Pilates emagrece mais pela mudança que os alunos experimentam na relação com seu corpo do que no gasto calórico propriamente dito....

É isso aí pessoas!!








Enviar para o Twitter

quarta-feira, 24 de julho de 2013

PGFysio apresenta: Primeiro Diário de Bordo

Ola Pessoas!!!

Orgulhosamente apresento, nosso primeiro vídeo "Diário de Bordo PGFysio".
Espero que curtam, e que os incentive a praticar Pilates! :)

Vamos ao vídeo!

video



Enviar para o Twitter

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Pilates X Gravidez = Bom Resultado!


Ola pessoas!

Estava passeando pelos blogs, e me deparei com um post super legal! Um relato de uma grávida, sobre o quanto gosta de fazer Pilates, principalmente nessa fase da gravidez.

Aqui vai um trechinho:

"Bom meninas, há mais de 5 anos que pratico o pilates. Sempre gostei muuuuito e adoro a minha professora Luciana Sanchez, daqui de Araçatuba. Eu sempre soube que quando ficasse grávida, ia morrer de preguiça de fazer academia, mas com o pilates ficaria firme e forte. Para o bem do meu corpo e do meu alongamento, estou realizando isso, duas vezes na semana. Acho que o pilates é perfeito para melhorar a nossa respiração, o tônus muscular, a força do "cinturão" e, muitas vezes, aliviar a nossa mente. Além de saber que é uma técnica muito bem vinda para as grávidas, o meu médico super me indicou (nunca façam nada sem falar com o seu médico, ok?) e me liberou até o finalzinho da gravidez. Espero que eu consiga, quem sabe, fazer até um dia antes do parto? rsss"

"ARCH ON THE BALL"
Indicação: fortalecimento e alongamento do abdome.

Legal né?! Se quiserem continuar lendo o relato dela, cliquem na fotinho acima! ;)

Vamos entender um pouco essa relação da Gravidez X Pilates.
Durante o período de gestação, o corpo vai mudando rapidamente, e essas mudanças causam muito desconforto, fazendo com que a mulher sinta dores e apresente uma má postura.
 Nessa fase os exercícios podem ser de grande ajuda, amenizando as dores e melhorando a postura. Mas para isso, primeiramente a gestante deve procurar orientação médica, e caso não haja contra-indicação médica, ela poderá iniciar o exercício após completar o terceiro mês de gestação indo praticamente até o final do sétimo mês.
 O Pilates durante a gravidez proporciona muitos benefícios tais como: Fortalecimento e alongamento da musculatura do abdome, também dos glúteos e da parte inferior das costas, que é parte do corpo responsável pela sustentação da coluna vertebral, além de diminuir a sensação de desconforto muito comum entre as grávidas, diminui também o inchaço das pernas e as dores nas costas.
Como os músculos do abdome estarão mais fortes isso facilitara o nascimento do bebê, isto é, o útero irá se contrair para expulsar o bebê, e automaticamente neste momento como um ato reflexo, a mulher fara a pressão abdominal que é empurrar o bebê pelo canal da vagina. Nesta hora nota-se os benefícios de Pilates  pois um abdome forte facilita e muito esse trabalho. Outra vantagem para quem pratica o Pilates, é que após o nascimento do bebê, se a musculatura estiver bem preparada, a recuperação será mais rápida.
 Durante a pratica do Pilates, sem dúvidas a prioridade é que os movimentos sejam executados corretamente, sendo que a grávida deve estar acompanhada por um fisioterapeuta qualificado para que possibilite e garanta uma postura adequada da grávida. Nestes casos o principal objetivo é fazer poucas repetições de movimentos e com uma carga leve para que não venha a causar problemas durante a gravidez. 
É isso! ;)






Enviar para o Twitter

quarta-feira, 26 de junho de 2013

O Pilates na Fibromialgia.

Ola, pessoas!

Hoje vamos entender um pouco a relação de Fibromialgia e Pilates. Porque o paciente relata  melhoras na qualidade de vida e em atividades de vida diária e, principalmente,  reduzem a ingestão de analgésicos e relaxantes musculares?

Antes de eu comentar sobre isso, vamos entender um pouco, o que é Fibromialgia?

O termo fibromialgia refere-se a uma condição dolorosa generalizada e crônica. É considerada uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição, distúrbios do sono .


Atualmente sabe-se que a fibromialgia é uma forma de reumatismo associada à da sensibilidade do indivíduo frente a um estímulo doloroso. O termo reumatismo pode ser justificado pelo fato de a fibromialgia envolver músculos, tendões e ligamentos. O que não quer dizer que acarrete deformidade física ou outros tipos de seqüela. 

Como não existem exames complementares que por si só confirmem o diagnóstico, a experiência clínica do profissional que avalia o paciente com fibromialgia é fundamental para o sucesso do tratamento. 

O método PILATES, é considerado um grande aliado para os pacientes com Fibromialgia, pelo fato de o fortalecimento e alongamento muscular estarem presentes a todo momento nos exercícios de forma suave, e progressiva, sempre respeitando a fisiologia muscular e biomecânica articular de cada indivíduo. Através do direcionamento dos programas de exercícios de PILATES para cada caso de fibromialgia, observa-se o alívio da dor, a restauração da amplitude de movimento e da flexibilidade, bem como a melhora da capacidade de se concentrar e executar as atividades da vida diária, muitas vezes prejudicadas pela doença, assim conduzindo a uma qualidade de vida otimizada.
Ainda, por apresentar um ambiente mais tranquilo e uma conexão da mente com o corpo, somados às técnicas de respiração, movimentos fluidos e centralizados, também se dá a promoção do relaxamento, diminuindo a tensão muscular. A liberação de hormônios e neurotransmissores são estimuladas, e ao término de uma aula de PILATES, o indivíduo se sentirá revigorado, com uma sensação de bem-estar, e ainda observará melhoras no sono.

É isso! Fica a dica! ;) 
Marque sua aula experimental conosco, e conheça um pouco sobre a técnica


Enviar para o Twitter

sexta-feira, 22 de março de 2013

Dicas para aproveitar bem a Páscoa!

E ae pessoas!

Mais uma Páscoa se aproxima, e com ela toda uma simbologia religiosa.
Porem, não entraremos nesse tópico...E sim, abordaremos um outro: CHOCOLATES!

Sim!! Os tão temíveis chocolates! Engordar, espinhas, vicio.... Mas se souber comer de forma certa e equilibrada, eles podem fazer bem a saúde e ajudar na boa forma! Vamos entender o porque...

...Os benefícios ao se deliciar com o chocolate são (retirado do site http://mdemulher.abril.com.br/saude/reportagem/alimenta-saude/6-beneficios-proporcionados-pelo-chocolate-637001.shtml):

1.Diminui o estresse

Por quê?
Você pode não reparar, mas seu chocolate favorito serve de calmante.

Como funciona?
Chocólatras apresentam níveis menores de hormônios do estresse circulando no sangue.

2. Serve como anti-inflamatório

Por quê?
Dois quadradinhos de chocolate meio amargo por dia diminuem inflamações crônicas, consideradas as principais responsáveis por doenças como diabetes, Alzheimer e infarto.

Como funciona?
Esse tipo de chocolate é rico em flavonoides, componentes que destroem os radicais livres que causam a inflamação.

3. Melhora o humor na hora!

Por quê?
A mesma quantidade de chocolate meio amargo indicada no item acima tem o poder de deixar qualquer mulher mais feliz.

Como funciona?
Chocolate meio amargo também libera serotonina no organismo, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar.

4. Aumenta nosso tempo de vida

Por quê?
Pode comemorar: duas barras de chocolate por semana garantem um ano extra de vida!

Como funciona?
O cacau tem quase duas vezes mais antioxidantes do que o vinho tinto e três vezes mais do que o chá verde, retardando o envelhecimento de todo o nosso corpo.

5. Previne derrames

Por quê?
Quem come quatro pedacinhos de chocolate pelo menos uma vez por semana tem 22% menos chance de ser vítima de um acidente vascular cerebral. Só não vale abusar da quantidade: são só quatro quadradinhos, combinado?

Como funciona?
Os grãos de cacau são carregados de substâncias que ajudam a manter nosso sangue fino e as artérias limpinhas, melhorando a irrigação sanguínea no cérebro.

6. Turbina os músculos

Por quê?
Cientistas norte-americanos garantem que comer uma barrinha pequena de chocolate diariamente aumenta o fluxo sanguíneo no organismo em pouco menos de duas semanas.

Como funciona?
O aumento do fluxo sanguíneo melhora também a oxigenação dos músculos, preparando-os para a ação. Você se sentirá mais disposta e com mais resistência até para fazer uma simples caminhada.

Gostou???

Tem mais!

Um único pedaço tem 10% da quantidade recomendada da ingestão diária de ferro. Ou seja, dá muita energia. Você pode consumir antes de fazer alguma atividade física, por exemplo.
Ta vendo? Agora você pode ficar mais calma, e não se assustar quando ouvir a palavra CHOCOLATE!
Aqui vão mais algumas dicas para você aproveitar bem a Páscoa! E lembre-se, sempre com moderação, coma pequenas porções por dia, de três a quatro quadradinhos de uma barra. E seja feliz! ;)
•    Faça mais exercícios. Que tal investir nas aulas de Pilates? Sugestão: PGFYSIO Fisioterapia Postural
•    Para diminuir a vontade de chocolate, corte o sal das refeições.
•    Morda pequenos pedaços do doce e deixe derreter na boca por algum tempo. Isso dá a sensação de saciedade.
•    Escolha os chocolates que têm mais cacau, pois a quantidade de gordura é menor.







Enviar para o Twitter

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Distúrbio do sono...Entenda um pouco.


Dificuldade para dormir? Mesmo cansado, esgotado...Mas mesmo assim, não consegue entrar no sono profundo? Entenda um pouquinho como ocorre esse mecanismo do sono:

No período de sono o organismo humano entra em repouso habitual e periódico. As características desse estado são: suspensão provisória da consciência, relaxamento dos sentidos e dos músculos, diminuição do ritmo circulatório e respiratório e presença de atividade onírica.

Em função das exigências da vida moderna, problemas relacionados ao sono ocorrem devido ao excesso de trabalho, alimentação inadequada, vivência de emoções negativas e doenças nervosas, comprometendo assim a saúde de uma pessoa.

Um sono considerado normal é aquele que proporciona ao indivíduo uma sensação de bem-estar ou descanso físico e mental, com recuperação de energias, possibilitando-lhe ter condições adequadas e suficientes para execução das tarefas do dia a dia.

A privação do sono tem como efeitos a diminuição do desempenho psicomotor, lapsos de atenção, dificuldades de concentração, redução da memória para acontecimentos recentes, mau humor, sensação de fadiga, irritabilidade e até estados confusionais.

Exercícios físicos praticados de forma regular promovem benefícios ao sistema cardiovascular, respiratório, endócrino e muscular, redução da depressão e ansiedade, e melhoria da qualidade e eficiência do sono.


Uma das recomendações para a melhoria do sono pode ser o Método Pilates, que por meio de seus princípios e filosofia, promove sensações de tranquilidade, bem-estar e consciência corporal, sendo considerado um treinamento físico e mental, onde no Pilates caracteriza-se como uma tentativa de controle consciente e equilibrado dos músculos envolvidos nos movimentos. 

Joseph Pilates definiu seu trabalho como perfeito equilíbrio entre o corpo, mente e espírito, garantindo assim boa saúde e desenvolvimento natural.

Através de vários estudos, já foi possível constatar benefícios do Pilates, na melhora do sono, como por exemplo, melhora da ansiedade, que ocorre, possivelmente, pela mudança da capacidade respiratória (principalmente a expiração), pois se o indivíduo ansioso é capaz de aprender a expirar, pode-se, até certo ponto, modificar a sua condição energética diafragmática onde a ansiedade está contida. O Pilates mobiliza a musculatura desta região e, na medida em que a respiração é solicitada durante a execução dos exercícios, esta se torna um ato voluntário e consciente. Esta condição de consciência auxilia a pessoa ansiosa a perceber a sua respiração superficial e irregular.

Outro beneficio que foi  obtido nas avaliações, foi a melhora dos roncos e do quadro de apneia do sono, a qual se caracteriza por repetidas obstruções das vias aéreas superiores resultando em episódios de pausas respiratórias, diminuição da oxigenação sanguínea e fragmentação do sono.

Observou-se também  redução do tempo para iniciar o sono, aumento do tempo que permanecem dormindo, minimização da agitação durante o sono (inquietações, roncos e apneia) e redução do uso de medicamentos. 

Enfim, nos estudos já feitos em relação ao Pilates X Qualidade do sono pode ser notado grande melhora do padrão e da qualidade do sono, consequentemente melhora do rendimento profissional e bem estar físico e emocional.

Venha conhecer nosso Studio, agende uma aula experimental, você não vai se arrepender!

Soluções atuais não só para quem sente dores, mas também para quem busca o equilíbrio.




Enviar para o Twitter